Sangha Virtual

 Estudos Budistas

Tradićčo do Ven. Thich Nhat Hanh

 

As Quatro Brahmaviharas

 

Os ensinamentos do Buda sobre o amor podem ser vistos nas quatro brahmaviharas, os quatro elementos do amor verdadeiro. Usamos esses elementos para melhorar a qualidade do nosso amor. Devemos examinar a natureza do nosso amor para ver se esses elementos estčo presentes.

 

O primeiro elemento é maitri. Como mencionei antes, maitri pode ser traduzido como "bondade amorosa". A palavra "maitri" tem raízes na palavra mitra, que significa amigo. O objeto do seu amor é um amigo. Quando é vocź mesmo, vocź é seu próprio amigo. Amigos sempre se beneficiam da presenća um do outro. Maitri é a capacidade de oferecer alegria e felicidade. É uma prática, nčo um sentimento. Quando vocź sabe como respirar e acalmar seu corpo, traz paz e estabilidade ao seu corpo. Isso é amizade ou maitri. Quando vocź sorri seu sorriso adorável, isso é maitri. A vontade de amar nčo é amor. Vocź pode ter muita boa vontade, mas sem compreensčo ou habilidade, pode machucar a pessoa que ama. Sua mčo ainda nčo tem um olho. É por isso que maitri, bondade amorosa, é a capacidade de trazer alegria e felicidade ą pessoa que vocź ama. Vocź só pode fazer isso através da compreensčo.

 

Examine o seu amor para ver se vocź é capaz de entender o seu amado e trazer alegria a ele ou ela todos os dias. Fazer perguntas é importante. “Querida, eu te entendo bem o suficiente? Por favor me ajude a entender vocź. Por favor, conte-me sua dor, tristeza e sofrimento. “ Esse tipo de pergunta deve ser feita regularmente. Vocź está falando a linguagem do amor e do entendimento.

 

O segundo aspecto do amor verdadeiro é karuna. Como eu disse antes, karuna pode ser traduzido como "compaixčo". Compaixčo significa sofrimento compartilhado. Compaixčo é composta de com (junto com) e paixčo (sofrer). "Compaixčo" nčo é a tradućčo mais verdadeira de karuna. Karuna é a capacidade de remover a dor na sua amada e transformá-la. Vocź é como um médico. Para remover a dor de um paciente, o médico precisa entender o corpo do paciente. Ele tem que praticar olhar e ouvir profundamente para ver o que há de errado com o paciente. Ele tem que estar realmente presente para entender a situaćčo do paciente.

 

Um amante tem que fazer a mesma coisa. Um amante precisa estar presente para olhar e ouvir profundamente de forma a identificar a dor em seu amado. Quando vocź entende a natureza da dor do seu amado, sabe o que fazer e o que nčo fazer para aliviá-lo e fazź-lo sofrer menos todos os dias. Essa é a prática do amor verdadeiro. Examine profundamente a natureza do seu amor para ver se há karuna nele. Pode estar lá, mas em pequenas quantidades. Temos que aprender a amar. Aprender a amar significa aumentar nosso maitri e karuna todos os dias.

 

O terceiro aspecto do amor verdadeiro é mudita, alegria. Se duas pessoas criam infelicidade e sofrimento um para o outro todos os dias, isso nčo é amor verdadeiro. Temos que transformar essa infelicidade. Examinamos a natureza do nosso amor para ver se ele cria alegria. Se mudita nčo está presente, nčo é amor verdadeiro.

 

O quarto aspecto do amor verdadeiro é upeksha, que significa equanimidade, nčo discriminaćčo, liberdade ou espaćo. Quando vocź ama alguém, nčo impõe suas ideias a ela e a priva de sua liberdade. Vocź oferece a ela espaćo interior e exterior. Frequentemente fazemos do nosso amor uma prisčo. Trancamos nossa amada, e ela nčo é mais ela mesma. Este é um tipo de ditadura, onde upeksha nčo está presente. Temos que ir até ela e dizer: “Querida, eu te privei de sua liberdade? Vocź ainda sente que pode ser vocź mesma? Vocź tem espaćo suficiente dentro de vocź e ao seu redor? Eu a privei desse espaćo? ” Se vocź perguntar sinceramente, ela lhe dirá. Se ela ainda se sente livre, vocź saberá que upeksha está presente em seu amor.

 

Upeksha também significa equanimidade. Vocź ama alguém incondicionalmente, porque ele ou ela precisa do seu amor. Se vocź definir condićões, nčo será mais amor verdadeiro. Nós amamos nossos filhos sem condićões. Nčo dizemos que eles tźm que fazer isso ou aquilo se querem ser nossos filhos. Amor verdadeiro significa olhar profundamente para a pessoa e ver seu sofrimento, suas dificuldades e necessidades, e agir com base nessa percepćčo. Agimos para que nosso amado sofra menos, se torne mais confortável e alegre. Em um arranjo de flores, cada flor precisa de espaćo para que sua beleza possa irradiar. Cada filho é uma flor. Precisamos de espaćo dentro e ao nosso redor para que possamos irradiar nossa beleza e felicidade. Upeksha significa oferecer espaćo.

 

Se cultivarmos esses quatro aspectos do amor verdadeiro todos os dias, o sofrimento será reduzido e a alegria e a felicidade serčo aumentadas.

 

(Do livro “The Path of Emancipation”– Thich Nhat Hanh)

(Traduzido por Leonardo Dobbin)

Comente esse texto em http://sangavirtual.blogspot.com

 

 

Caso queira obter esse texto em formato PDF clique aqui