Sangha Virtual

 Estudos Budistas

Tradićčo do Ven. Thich Nhat Hanh

 

Fala amorosa

 

Quando vocź tem que dizer ąs pessoas uma má notícia, dizer a verdade pode ser difícil. Se vocź nčo fala atentamente, a outra pessoa pode ficar muito zangada ou ansiosa depois de ouvir sua "verdade". Podemos nos treinar para falar a verdade de tal maneira que, no final, a outra pessoa possa aceitá-la.

 

Quando vocź fala, vocź tenta dizer aos outros a verdade sobre o sofrimento dela e o seu sofrimento, isso é uma fala amorosa. Vocź fala de uma maneira que ajuda os outros a reconhecerem o sofrimento dentro de si e em vocź. Nós temos que ser hábeis. Aquele que fala tem que estar muito atento, usando palavras de uma maneira que possa ajudar o ouvinte a nčo ser pego em percepćões erradas. E o ouvinte tem que ter cuidado para nčo ser pego nas palavras que estčo sendo ditas ou nas ideias que estčo sendo oferecidas. É preciso haver atenćčo plena e habilidade por parte do falante e do ouvinte.

 

Como vocź primeiro praticou a escuta compassiva, sabe que o que diz pode trazer consigo insight e compreensčo. Com mais compreensčo, vocź pode realmente ajudar a outra pessoa a sofrer menos, e sua comunicaćčo é mais eficaz. Vocź fala gentilmente porque está disposto a ajudar. A maneira como nos comunicamos já faz a outra pessoa se sentir muito melhor.

 

As palavras que dizemos sčo nutrićčo. Podemos usar palavras que nos alimentem e alimentem outra pessoa. O que vocź diz, o que escreve, deve transmitir apenas compaixčo e compreensčo. Suas palavras podem inspirar confianća e abertura em outra pessoa. A generosidade pode ser praticada maravilhosamente com fala amorosa. Vocź nčo precisa gastar dinheiro para praticar generosidade. No budismo, outra maneira de dizer fala amorosa é “fala correta”. Em nossa vida diária, a Fala Correta é o que nos nutre e nutre os que nos rodeiam.

 

Nós chamamos a fala amorosa de "Fala Correta" porque sabemos que o sofrimento é causado pela fala errada. Nosso discurso pode causar muito sofrimento com palavras indelicadas, falsas ou violentas. O discurso errado é o tipo de discurso que nčo tem abertura e nčo tem compreensčo, compaixčo e reconciliaćčo em sua base. Quando escrevemos uma nota ou uma carta, quando falamos ao telefone, o que escrevemos ou dizemos deve ser a Fala Correta que transmite sua visčo, compreensčo e compaixčo. Quando praticamos a Fala Correta, nos sentimos maravilhosos em nossos corpos e em nossas mentes. E quem nos escuta também se sente maravilhoso. É possível usarmos a Fala Correta, o discurso de compaixčo, tolerČncia e perdčo, várias vezes ao dia. Nčo custa nada e é muito curativo.

 

O discurso amoroso e verdadeiro pode trazer muita alegria e paz para as pessoas. Mas produzir um discurso amoroso requer prática porque nčo estamos acostumados a isso. Quando ouvimos tanta fala que causa desejo, inseguranća e raiva, nos acostumamos a falar dessa maneira. Falar com sinceridade e amor é algo que precisamos nos treinar.

 

No budismo há uma prática chamada de Dez Treinamentos do Bodhisattva. Quatro desses dez treinamentos referem-se ą Fala Correta. Um bodhisattva é um ser iluminado que dedicou sua vida a aliviar o sofrimento de todos os seres vivos.

 

A iluminaćčo é sempre iluminaćčo sobre algo. Se vocź comeća a entender a natureza e a raiz do seu sofrimento, isso é um tipo de iluminaćčo, e isso ajuda vocź a sofrer menos imediatamente. Há aqueles de nós que sčo muito críticos de si mesmos. Isso acontece porque nčo entendemos nosso próprio sofrimento. Quando nos tornamos um bodhisattva para nós mesmos, nčo nos culpamos a nós mesmos ou aos outros.

 

Um bodhisattva é alguém que fala com palavras gentis e amorosas e que pode ouvir com compaixčo. Qualquer um pode se tornar um bodhisattva treinando diligentemente. Vocź nčo precisa praticar por dez anos para se tornar um bodhisattva. Basta passar pelo menos uma vez por dia, mesmo que seja apenas cinco ou dez minutos, sentado, praticando a respiraćčo consciente e ouvindo a si mesmo.

 

(Do livro “The Art of Communicating” – Thich Nhat Hanh)

Comente esse texto em http://sangavirtual.blogspot.com

Traduzido por Leonardo Dobbin

 

Caso queira obter esse texto em formato PDF clique aqui